O WebMotors foi convidado para dar uma volta rápida no circuito de Interlagos com o Jaguar mais rápido do mundo,  já produzido para as ruas, o XKR-S. Em seguida, embarcamos no Range Rover Evoque, modelo lançado no Brasil em outubro de 2011. Com menos “cavalinhos” que o Jaguar de 550 cv e por um valor bem mais acessível, R$ 620 mil contra R$ 250 mil (versão topo), a experiência inusitada de colocar o Evoque no “S” do Senna se iniciou. Deixando de lado a sensação incomparável do esportivo,
o WebMotors ingressa na reta oposta com o SUV e atingiu facilmente, antes da entrada na Curva do Lago, a velocidade média de 160 km/h. Durante o percurso, ficou nítido que o Evoque está um pouco longe de ser um veículo elaborado para as pistas, mas que pode oferecer muita diversão.
Outro ponto que reforça a sua não aptidão para o circuito é a elevada posição de dirigir, detalhe que até lhe oferece uma visão diferente (nunca vista) do traçado. A ressalva fica por conta das opções de trocas no volante e dos bancos concha. Afinal, não existe coisa melhor do que poder fazer curvas em alta e permanecer grudado no banco. Outro detalhe que salva a esportividade é o sistema Adaptative Dynamics, com amortecedores Magne Ride, que adapta o fluido do amortecedor de acordo com a velocidade, tipo de piso e estilo de direção do motorista para uma condução mais ou menos esportiva.
Bom desbravador da velocidade, o Evoque se demonstrou sempre aguerrido na hora que exigíamos força de seu motor. O desprazer ficava sempre por conta das atuações dos sistemas e controles de tudo. Na curva do Laranjinha, por exemplo, o sistema interferiu até a curva do Pinheirinho. Todos os Evoque comercializados no Brasil são equipados com um 2,0L a gasolina de 240 cv e 340 Nm. Toda essa força é comandada por uma caixa automática de seis velocidades. Ao contrário do que se esperava, o Evoque ofereceu rapidez na troca de uma marcha para a outra, por meio das “borboletas” atrás do volante. Se levarmos em conta a relação peso/potência do SUV, temos o resultado de 6,3 kg/cv. De acordo com os números do fabricante, o Evoque atinge 100 km/h em 7,6s. Outro dado interessante passado pela marca é a velocidade máxima de cada marcha.
Velocidade máxima por marcha (em modo "D")
1ª km/h 56
2ª km/h 99
3ª km/h 150
4ª km/h 202
5ª km/h 217
6ª km/h 208
 v
No final da volta, na Junção, após o Mergulho, o piloto acompanhante, disse: “pisa”! Sem aquele enorme frio na barriga, entramos na subida dos boxes e atingimos a velocidade máxima de 180 km/h. Divertido e seguro, o Evoque parecia estar a 60 km/h antes da freada do “S” do Senna. Impressionante como o carro consegue oferecer dinamismo e segurança ao mesmo tempo.
Versão avaliada: Range Rover Evoque Dynamic
Valor sugerido: R$ 250 mil
Entre os equipamentos de série do Range Rover Evoque Dynamic estão: sistema de navegação HDD pela tela de 8 polegadas, sistema park assist que calcula o espaço disponível e realiza automaticamente a manobra de baliza e os sensores de estacionamento traseiro e dianteiro.
Serviço:
O WebMotors rodou no Evoque por estar participando da quinta edição do Fast Drive Interlagos, evento de relacionamento da Jaguar e da Land Rover. Até domingo, o representante das duas marcas no América Latina espera 1.800 convidados. No local, além de poder dar a volta rápida com Chico Serra, os convidados poderão andar nos principais modelos das duas fabricantes. Dentro dos boxes há outras estruturas que abrigam os espaços gourmet, kids e suvenirs. O evento é restrito a potenciais compradores. 

0 comentários:

Postar um comentário

Coopere com o site comente !

Divulgador

Adicionar ao iGoogle ou Google Reader






Adicione no FaceBook : DJ SH DA BAIXADA